top of page

MUNICH  -  As cervejarias  - Baviera  - Alemanha  -  
parte 3/3

MUNICH.jpg

 

Onde dormir

A capital da Baviera oferecia muitas opções de hospedagem, e atraia não só uma grande volume de turistas, mas também um bom número de pessoas que viajavam a trabalho. A dica era ficar atento, pois em função dos vários eventos que aconteciam ao longo do ano, as tarifas dos hotéis acabvaam ficando mais caras. O ideal era pesquisar com antecedência os estabelecimentos de sua preferência (a internet era uma grande aliada nesse sentido) e efetuar a reserva assim que fosse possível.

​Se a intenção era conhecer a Oktoberfest,festival da cerveja que em 2021 deveria acontecer entre 18 de setembro a 16 de outubro, foi cancelado pela segunda vez em sua história. A sugestão era para que as reservas sejam feitas cerca de um ano antes. Dessa forma, o visitante evitaria problemas como ter que ficar hospedado em hotéis mais distantes ou acabar pagando tarifas muito altas. A região que reunia a maior concentração de hotéis, pousadas e hostels da cidade era a da Altstadt: o bairro que ficava a oeste do Rio Isar e abrigava algumas das principais atrações turísticas da cidade; se não for possível hospedar-se nessa área, Lembre-se que Munich era uma cidade de fácil locomoção, tanto a pé quanto por meio do transporte público.

Sugestões de hospedagem 

Boutique Hotel Splendid-Dollmann – Thierschstrasse, 49 - Altstadt-Lehel -

Para quem buscava uma boa localização e economia:  Situado 10 minutos a pé da Marienplatz, ao lado da Ópera e do teatro, o hotel ficava em um prédio do século XIX, no histórico bairro Lehel. Oferecia boas conexões via transportes públicos e Wi-Fi gratuito. Os quartos de estilo clássico possuiam uma decoração elegante e criativa. Cada um contava com TV HD, excelentes camas e banheiro privativo. Tinha estacionamento, quartos para não fumantes, terraço coberto e  um convidativo Bar.

​Europäischer Hoff Hotel - $$$$ - Bayerstrasse, 31 - em frente a Hauphbanhof.

Não era um hotel que pudesse ser enquadrado na categoria econômica, mas sua excelente localização justifica também a escolha para hospedagem, principalmente para quem chegasse de trem ou que vinha do Aeroporto, usando trem urbano ou pelo ônibus da Lufthansa, cujo ponto do ônibus fica quase em frente ao hotel. Os quartos e o café da manhã eram ótimos.

​Grand Central Eurostars Hotels - $$$$ - Arnulfstrasse, 35

Também ficava na rua ao lado da Estação Ferroviária. Era um ótimo hotel, com quartos amplos e em especial para famílias. O café da manhã era ótimo, tinha piscina e bar funcionando 24 horas. Também ficava  junto ao ponto do ônibus da Lufthansa.

​GS Hotel -  ( Good Sleep ) - Zielstttstrasse, 12 -    

Localizado num bairro não muito distante da área central, o hotel fazia parte de uma pequena rede hoteleira denominada Geiger Hotel. No retorno da viagem pelo leste europeu, ficamos hospedados aqui. Os quartos eram amplos e confortáveis, a Recepção funcionava até as 21 horas mas o hóspedes recebiam  um token para utilizar para a abertura da porta principal e do quarto. O café da manhã era opcional. Facilidade para estacionar na rua em frente ou na rua atrás do prédio. Havia boas cafeterias e mercado nas imediações.

Holiday Inn Express Munich City West - Friedenheimer Brücke, 15 -

Ficava a apenas 1 minuto a pé da estação de trens Hirschgarten, e a cerca de 3 km da Oktoberfest .

Hotel AMBA - $$$ - Arnulfstrasse, 20

Estava localizado ao lado da Estação Ferroviária. Era só atravessar a rua. Para quem chegava ou ia partir de ônibus, o Terminal ZOB Hackerbrücke  ficava a 500 metros, na mesma rua do Hotel Amba, e podia ser acessado à pé. Os quartos não eram grandes, mas foram reformados e atendiam perfeitamente as exigências do turista. Quase em frente ao hotel, na mesma calçada, ficava o ponto terminal do ônibus da Lufthansaque fazia o transfer ao Aeroporto.

Hotel BAYER`S - $$$ - Bayerstraße, 13

Era um bom hotel, situado no centro da cidade, oferecendo acomodações modernas,  ficando apenas a 300 metros da Estação Principal de Munich. ​

Hotel BRACK - $$$ - Lindwurmstraße, 153  -

Era um hotel tradicional instalado no centro, que  oferecia acesso Wi-Fi e estacionamento privado gratuito. Ficava a cerca de 5 minutos a pé do Parque Theresienwiesen, sede da Oktoberfest. ​​

Hotel FRESINGER HOF - $$$ - Oberföhringer Strasse  -

Estava localizado numa área tranquila, ao lado do Parque Englischer Garten, a 6 km do centro da cidade. Dispunha de acesso Wi-Fi e estacionamento gratuito e um amplo terraço com vista para o parque. Tinha um bom restaurante.​

Novotel 8 München City Arnulfpark -  Arnulfstraße, 57 -

Ficava a 1,7 km da Oktoberfest, e na mesma rua da Estação Central de Munich (Hauptbahnhof), e às estações de trem Donnersbergerbrücke e Hackerbrücke.

Prinzregent am der Messe - $$$$ - Riemer Strasse, 350 -

Com uma atrativa área de estar e um excelente restaurante, ficava na tranquila área de Alt-Riem, apenas a 4 minutos de carro do Recinto de Exposições Messe. ​

Super 8 by Windhan Munich City West -  Landsberger Street, 270 -

Localizado a uma distãncia de apenas 6 minutos a pé da Estação de trem Laim e a 3,5 km do Theresienwiese Park, o lar da Oktoberfest.

Weinchandhof by Lehmans Hotel - $$$ - Betzenweg, 81 - 

Dispunha de acesso Wi-Fi gratuito e um restaurante de estilo tradicional bávaro, com um terraço exterior. A Estação de trens Urbanos  (S-Bahn) Obermenzing, ficava a 2 km e proporcionava ligações ao centro da cidade.

Parque Olímpico

​​Albergues HI

E​uro Youth Hotel -  Senefelderstrasse, 5 - 

Ao sair da Estação pelo hall central, pegue à direita e entre na rua da Pizzaria Ca'doro. e caminhe até o hotel. Tinha 194 camas. A diária era de €15 em dormitórios com 25 camas, €18 em quartos de 3-4 camas, €21 para o duplo. O café da manhã do tipo buffet saia por €4,90. Ficava num prédio recém reformado e possuia apenas 20 camas. Recepção 24h, dispunha de lavanderia, salas de TV e bar.

​Jugendherberge München  - Wendl-Dietrich-Strasse, 20 - 

Para chegar use o Metrô U1 parada Rotkreutzplatz ou Tram 12. As diária eram de €15 em quartos de 2-6 camas, café da manhã incluído. Tinha 385 camas. Almoço ou jantar custava vam €5.00 cada. Dispunhade sala de jogos, sala de TV e alugava bicicletas.

​Jugendgästehaus München - Miesingstrasse, 4 - 

Para chegar, use o Metrô U1 até Sendlinger Tor, desça e pegue o U3 até a Estação Thalkirchen. A diária começava em €15 em dormitórios (15 camas); €16 em quartos de 3-4 camas, €18 em duplos e €20 para Single. Possuia 352 camas, incluia café da manhã. Tinha sala de jogos, TV e Sinuca.

4 You München - Hirtenstrasse 18 - 

Saindo da Estação Central, à esquerda, pegue a segunda rua à esquerda. Cinco minutos de caminhada e chegava-se ao Albergue. Era dividido em Hostel e Hotel. As diárias começavam em  €18.00 a €35 em dormitórios de até 12 camas no Hostel, e  €70.00 a €96 em quarto duplo e €50.00 a €70.00 para o Single. Os preços aumentavam em €5 em outubro por conta da Oktoberfest. O banheiro e chuveiro ficavam no corredor. Tinha 160 camas no hostel e 28 no hotel. A Recepção funcionava 24h. Café da manhã tipo buffet saia por €5.00

​Pensões

​Pension Am Jakobsplatz - Dultstrasse, 1 -

Era uma pequena e confortável pension familiar, localizada a 400m. da Marienplatz - Já mencionamos alguns hotéis da categoria mais em conta, e a seguir relacionamos os chamados albergues, um meio de hospedagem muito utilizado na Europa. Em geral eram econômicos, limpos,bem administrados e com razoável localização. Os Albergues HI aceitavam somente menores de 27 anos, e ficavam um pouco longe do centro, sendo necessário algum meio de transporte para chegar.  Os independentes, ficavam a 5 minutos das Estações - e não tinham restrição de idade.

​CVJM Jugendgästehaus (YMCA)  - Landwehrstrasse, 13

Saindo da Hauptbanhof pelo hall central, pegue à direita na rua Schillerstrasse, e siga até a terceira rua e dobre à esquerda. As diária eram de €20 para quarto de 3 camas, €25 em quarto duplo e €30 para o Single, com café da manhã incluído. Tinha 180 camas; Lockers no quarto, banheiro e chuveiro no corredor. A Recepção funciona das 8.00 às 0.30h, quando batia o curfew. O Albergue dispunha de sala comunitária e bar. Quem fosse filiado à YMCA (Associação Cristã de Moços ), tinha direito a um desconto de 10% na diária.

​Jugendhotel Mariensherberge -  Goethestrasse, 9  -

Era conhecida como a Casa das Irmãs Ursulinen, um local só para meninas menores de 26 anos. Saindo da Estação pela lateral direita, siga direto até a rua. As diária eram de €13.00 em quarto de 6 camas, €16.00 em quarto de 2-3 camas, incluído café da manhã. Tinha 100 camas. A toalete  e o chuveiro eram no corredor. Dispunha de lavanderia, sala de TV, cozinha e para as mais católicas, uma pequena capela. A Recepção funcionava das 8.00 as 24.00h e o curfew, também era as 24.00h, tarde para os padrões do local. 

A História da Oktoberfest 

Em 1810, o Príncipe Ludwig casou-se com a Princesa Teresa Sassonia-Hildburghausen, e todos os cidadãos  de Munich foram convidados a participar das celebrações. Mas não foram celebrações comuns, graças ao Andreas Michael Dall’Armi, membro da Guarda Nacional da Bavária, os noivos ganharam em sua homenagem e para celebrar o casamento, uma grande corrida de cavalos. O casamento foi em 12 de outubro de 1810 e as festividades ocorreram na data de 17 de outubro, nos campos de Theresienwiese, nome dado em homenagem à noiva e foram nesses campos que acontecera a corrida de cavalos.


Embora não haja registros da presença de cervejas na época, esse evento era que marcava o início da Oktoberfest em Munich, e em 1824 a cidade reconheceu Andreas como o criador da Oktoberfest. Um ano após o casamento, todos estavam de comum acordo de que precisavam de uma festa. Como não havia mais nenhum casamento Real para celebrar, era necessário descobrir ou inventar outra motivação, e foi quando que a Associação de Agropecuária da Bavária, entrou em ação e cuidou da organização da Oktoberfest, criando um evento perfeito para expor suas benfeitorias.

Durante vários anos o evento se repetia, mas nos anos 1800 as guerras, peste e recessão financeira, interromperam as festividades, até que em 1910 houve a comemoração dos 100 anos da Oktoberfest, mesmo tendo passado por vários anos de interrupção, quando foram consumidos 120.000 litros de cerveja, um recorde para a época. No período de 1914 a 1918 o festival foi cancelado devido a Primeira Guerra Mundial. Em 1919 e 1920, o evento foi realizado, mas foi muito singelo e nomeado apenas como um Festival de Outono. Em 1923 e 1924, a festa foi cancelada por motivos financeiros. Em 1933, anos sombrios estavam se anunciando na Alemanha e a tradicional bandeira da Bavária foi substituída pela bandeira com a suástica. Tempos difíceis.

E devido a Segunda Guerra Mundial, de 1939 a 1945, o festival foi novamente cancelado, pois não havia como realizar o evento em meio a bombardeios. De 1946 a 1948, assim como após a 1ª guerra, foi celebrado apenas um festival de outono com uma cerveja bem leve. Em 1950, foi quando se deu início à tradição de abertura do primeiro barril da festa, pelo Prefeito da cidade,  tradição continua sendo feita até hoje e chamava-se O’Zapft is!. Em 1960, acabaram-se as corridas de cavalos e o evento ganhou o formato que tinha até hoje. Mas nem sempre as coisas aconteciam como o planejado, e em 1980, mais precisamente em 26 de setembro às 22.19h, uma bomba explodiu dentro de um dos banheiros, na entrada do festival, ferindo mais de 200 pessoas e matando 13. O ataque foi atribuído à Gundolf Köhler, um maluco de extrema direita, que acabou sendo morto naquela oportunidade.

Como chegar à Oktoberfest:

 

U-Bahn:

U3 / U6: Estações Goetheplatz ou Poccistraße

U4 / U5: Estações Theresienwiese ou Schwanthalerhöhe

 

S-Bahn:

S1 – S8: Estação Hackerbrücke

S7, S20 ou S27: Até a estação Heimeranplatz e de lá pegar a U4 ou U5 até as estações Theresienwiese ou Schwanthalerhöhe

Straßenbahn (streetcar, tram ou trólebus):

Linha 18 ou 19: Até Holzapfelstraße ou Hermann-Lingg-Straße

 

Ônibus:

MetroBus-Linha 53: Até Schwanthalerhöhe

MetroBus-Linha 58: Até Georg-Hirth-Platz ou Goetheplatz

StadtBus-Linha 131 ou 132: Até Hans-Fischer-Straße

StadtBus-Linha 134: Até Schwanthalerhöhe

 

As grandes Cervejarias

 

Augustiner  - Arnulfstrasse, 52 - 

Em 1328, os monges agostinianos começaram a fabricar cerveja, em um local dentro da muralha da cidade de Munich. Os monges estavam intimamente associados à fabricação de cerveja: parte de sua missão era ajudar os pobres, necessitados e doentes, em um período em que a água potável era uma raridade. Em 1803, a cervejaria acabou saindo das mãos dos monges e passou para o Estado da Baviera, mas o seu nome permaneceu. No ano de 1829 ela foi comprada por Anton e Therese Wagner. Algumas décadas depois seu filho, Joseph Wagner, assumiu os negócios da família. São as iniciais de Joseph Wagner que se vê no logotipo da empresa. (J.W.).

 

A cervejaria em Munique foi gravemente bombardeada durante a Segunda Guerra Mundial, mas felizmente foi reconstruída e hoje está protegida como monumento histórico, e  considerada a mais antiga ainda em funcionamento da capital bávara. Das cervejarias em Munich, a Augustiner era a mais popular entre os moradores e  a única das 6 grandes cervejarias que não exportava suas cervejas,

 

Cervejaria Hofbräuhaus   Hofbräuallee, 1-

Fundada em 1589 pelo Duque Wilhelm V, a Hofbräuhaus foi durante muitos anos a responsável por abastecer somente a Família Real e pessoas de alto poder. Em 1828,  abriu as suas portas para o publico de Munich, através de um decreto. A Cervejaria acabou se tornando uma referência da vida pública e política da cidade, recebendo importantes personagens como clientes assíduos. A Cervejaria ainda testemunhou a proclamação da República Soviética de Munique, e ainda o programa dos 25 pontosc do partido nacional socialista alemão, que futuramente regeriam o partido nazista. Um dos freqüentadores, era um cabra chamado Lenin.

Cervejaria Paulaner  -  Denninger Strasse, 165 -

Assim como a Augustiner, a Paulaner também iniciou as atividades como uma Cervejaria monástica em 1629. Sua primeira criação foi a Paulaner Salvator, uma cerveja que ficou conhecida como o pão líquido, pois foi criada como uma alternativa, durante o período de jejum da quaresma, onde os monges só poderiam ingerir pão e água. A receita tinha como base, praticamente os mesmos ingredientes de um pão. Até hoje existia a festa Starkbierfest  (festa da cerveja forte) justamente durante o período da quaresma, onde era servida a Paulaner Salvator.

 

Hacker-Pschorr  - Viktualienmarkt, 15 -

No final do século XVIII, Josef Pschorr comprou a cervejaria Hacker, de seu sogro Peter-Paul Hacker. Posteriormente, fundou uma cervejaria separada com seu próprio nome. Em 1972, Hacker e Pschorr se fundiram para formar a Hacker-Pschorr, mas passaram três anos comercializando as cervejas, com as marcas diferentes. Em 1975, iniciaram a venda com o nome atual. O logotipo é uma união dos brasões das duas cervejarias. Esta cervejaria tinha uma importância imensa para a maior festa cervejeira do mundo, a Oktoberfest e, a tenda da Cervejaria, era considerada por muitos a mais animada.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Löwenbrau  - Nymphenburger Strasse, 7 -

Fundada em 1524, Löwenbrau significa literalmente Cervejaria do Leão, um dos símbolos de Munich.  Atualmente era controlada pela poderosa empresa do ramo de bebidas, a  AB-IMBEV. A dica aqui não era a cerveja, mas  a Oktoberfest, pois era lá que rolava uma das famosas  afterparty. 

Späten  - Marsstrasse, 46-48 -

De acordo com os registros, a cervejaria Spaten começou sua vida em 1397 como uma cervejaria em Munich. Entre 1622 e 1704 foi propriedade da família Späth, que chamou a cervejaria de Spaten (palavra alemã para pá). Posteriormente, a Cervejaria mudou de mãos várias vezes até ser assumida pela família Siesmayr. A cervejaria Spaten foi criada antes mesmo até da Lei alemã da Pureza da Cerveja, a Reinheitsgebot. A Ambev falava dela não apenas um dos rótulos mais tradicionais do mundo, mas sendo uma puro malte diferente de todas as conhecidas no país. Agora, já estava circulando pelos bares e Supermercados no Brasil.

MUNICH 2.jpg
oktoberfest-967635__340 dois.jpg
HANCKER-PSCHOR.jpg
LOWENBRAU.jpg
PAULANER.jpg
SPATEN 2.jpg
HOFBRAUS.jpg
AUGUSTINER. jpg.png
bottom of page