top of page

MONACO - Território de luxo, beleza e de milionários - 
Principado de Monaco

MONACO 6.jpg

ETIAS 2025 - Autorização para entrar na Europa

Anunciado em 2016, o  European Travel Information and Authorization System (ETIAS) — Sistema Europeu de Informação e Autorização — está cada vez mais próximo de ser concretizado. A nova regra de entrada de estrangeiros na Europa se baseia no sistema americano, com maior segurança e será válido a partir  de 2025, ainda sem data para início dos procedimentos.. O sistema verificará as credenciais de segurança e cobrará uma taxa (atualmente divulgada como sete euros) dos viajantes que visitam os países-membros do Tratado de Schengen, para fins de negócios, turismo, médicos ou de trânsito. Os viajantes, que atualmente visitam a Europa sem Visto, podem entrar na UE e nos países-membros de Schengen, gratuitamente e sem qualquer triagem de segurança digital antes de sua chegada à Europa. Vale lembrar que o ETIAS não será um Visto, mas uma autorização de viagem para viajantes que não precisam de Visto Consular para visitar a Europa.

 

As informações e recomendações inseridas neste texto, objetiva facilitar seu programa de viagem para visitar esta bela cidade monegasga. Portanto, escolha o que pretende conhecer e monte seu roteiro para melhor aproveitar sua passagem por aqui... 

 

Mônaco ou Principado de Monaco,  é um microestado localizado Riviera Francesa, na costa mediterrânea da Côte d’Azur. O Principado é o segundo menor país do mundo, atrás apenas do Vaticano e fica em um dos mais belos pontos do litoral do Sul da França. O pequeno país localizado próximo a Nice e da fronteira com a Itália, possui aproximadamente uma área de dois quilômetros quadrados, menor que o Central Park de Nova York. Conhecido como o lugar mais glamoroso do Velho Continente, este micro país se divide em quatro partes, a cidade velha é chamada de Mônaco Ville e que abriga o Palácio Real e o prédio do governo; a La Condamine abriga o porto e as casas residenciais; o subúrbio industrial que fica em Fontvieille e a capital Monte Carlo é onde estão os cassinos e hotéis de luxo.
 

Sua principal atração é o Cassino de Monte Carlo e a corrida de Formula 1, que acontece dentro da cidade, em suas ruas estreitas, curvas fechadas e com direito a um túnel no percurso. O Principado de Mônaco é uma cidade- estado, formado por uma única cidade que ocupa todo seu território - a cidade de Mônaco - também sua capital. Embora o país seja pequeno, não faltam possibilidades para conhecer e percorrer este lindo território aos pés dos Alpes e frente  para o Mediterrâneo. Repleta de luxo, glamour, beleza e ostentação, Mônaco é o destino preferido de 10 entre 10 ricos e famosos, reduto ideal para quem deseja descansar rodeado de sofisticação. Para se ter uma ideia, Mônaco tem a maior concentração de Ferraris e carros de luxo do planeta, inclusive as frotas de táxi do principado são compostas por  Mercedes e BMW.

Os visitantes viajam em massa para Mônaco, para desfrutar de sua excitante vida noturna, seus hotéis de luxo e seus caríssimos restaurantes. Devido ao seu crescimento vertical e ao longo dos anos com diversos arranha-céus, o Principado ganhou o apelido de Hong Kong do Mediterrâneo. Conhecer o Principado, é muito simples, mesmo sendo um país minúsculo, o sistema de transporte público é muito eficiente, o que facilita muito, já que o país está encravado no alto de um rochedo, repleto de subidas. Os bilhetes de ônibus podem ser unitários ou um passe diário. 
O francês, é a língua oficial e o Monegasques, o dialeto local. A língua monegasca, apesar de já não ser uma língua de comunicação corrente, é ensinada aos jovens nas escolas de Mônaco, o idioma originado em Genova, Itália, região que controlava Mônaco durante o século XIII.

 

Curiosidade

O Principado de Mônaco é um território diferenciado  em solo europeu. Não é à toa que sua beira mar é cheia de iates de todos os tamanhos e outras embarcações de alto luxo. Residir aqui é para poucos e o censo de 2020 informava que 30% da população é composta de milionários; que 80% dos residentes são estrangeiros e que aqui ninguém paga impostos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

A cidade era composta por quatro bairros

Fontvieille - 

Era um bairro novo e industrial, inteiramente construído sobre aterro do mar. Situado entre a divisa com a França e o rochedo principal do país. Seus destaques eram  o Estádio Luis II, onde jogava o Mônaco Futebol Club  e um Complexo desportivo.

La Condamine

Era o segundo maior bairro do Principado, foi construído em forma de terraço sobre o porto, estava situado entre as fundações antigas da cidade de Mônaco. Suas principais referências eram o Porto d`Hercules e o trapçado do Circuito da Fórmula 1.

 
Monaco-Ville
Era um dos quatro distritos de Mônaco, um dos mais importantes bairros do Principado. Era o mais antigo do país e normalmente era chamado de Le Rocher.  Esta vila medieval no coração do Principado, era um local pitoresco que abrigava diversas lojas e bons restaurantes. Seus destaques principais eram a Cathédrale de Monaco, o Palais Princier e o Museu Oceanográfico.

 
Monte-Carlo
A mais famosa cidade de Mônaco, era Monte-Carlo, embora a “cidade” toda fosse uma praça que abrigava o Cassino de Monte-Carlo, seus incríveis jardins, fontes e chafarizes, além da maior concentração de carros de luxo do mundo, hotéis e residências de luxo encravado na montanha. Seus principais destaque: o Cassino, o Hotel Hermitage e a vista maravilhosa a partir do terraço do restaurante Café de Paris.

 
O que ver e fazer

Aquavisão - Era uma embarcação do tipo catamarã, uma alternativa  para ver o Principado e curtir as águas do Mediterrâneo. O Aquavision,  possuia fundo de vidro que permitia apreciar as belezas submersas da região. 

Azul ExpressEra um trenzinho que percorria os principais pontos turísticos da cidade, num passeio narrado em francês, inglês, italiano e alemão, com duração de 30 minutos.

Caminho das Esculturas Mônaco abrigava diversas esculturas nas ruas e nos seus jardins, cerca de uma centena de obras de artistas contemporâneos e de escultores locais, assim como peças mais antigas, mas muito bem preservadas. O caminho de pedestres no Bairro de Fontvieille, era onde estava reunida a maior parte destas belas obras.

Capela da Misericórdia -  Place de la Mairie - 

A Capela teve sua pedra fundamental colocada em 1639, sob o reinado do Príncipe Honoré II. Destacava-se sua fachada com Cristo esculpido por François-Joseph Bosio,  em madeira maciça. 

Catedral Rue Colonel Bellando de Castro -

Construída em pedras brancas, em 1875, esta Catedral de estilo românico-bizantino abrigava as sepulturas dos antigos Príncipes, e foi o local do casamento do Príncipe Rainier, com a atriz Grace Kelly. Seus destaques eram o   Retábulo do pintor Nice Louis Bréa, datado de 1500, o Altar-mor, o Trono episcopal em mármore branco de Carrara e a sepultura de Grace Kelly.  Era conhecida também como Catedral de São Nicolau.

Circuito de Formula 1 de Mônaco - Era um circuito de rua, na cidade de Monte Carlo. Foi disputado pela primeira vez em 1929, e passava junto à Marina, próximo ao Cassino, atravessava um túnel e tinha curvas fechadas. Para assistir à corrida, além das arquibancadas, diversas restaurantes e hotéis ofereciam vistas privilegiadas do circuito.

Coleção de carros antigos do Príncipe de Monaco  terraços de Fontvieille, 5 -

Esta notável exposição de carros antigos reunia uma centena de automóveis de todas as épocas, assim como seis carruagens, de propriedade de S.A.S. o Príncipe Rainier III, de Mônaco. No final da década de 1950, o Príncipe Rainier III, um entusiasta de carros, começou sua coleção de carros antigos. Ao longo dos anos e aquisições a coleção cresceu e muito rapidamente, a garagem do Palácio do Príncipe revelou-se demasiado pequena para conter uma centena de soberbos automóveis com silhuetas monumentais ou desportivas, carroçaria majestosa, capots reluzentes, grelhas reais! Em 1993, o Príncipe Rainier III decidiu revelar seus tesouros ao público. Em área de 3.500 m2, essa exposição única em todo o mundo reunia 70 veículos, dentre os quais carros que marcaram o Rali de Monte-Carlo e os Grande-Prêmios de Mônaco.


Essa exposição possibilitaria aos visitantes voltarem no tempo e reviverem os momentos marcantes da história da família principesca, através de peças únicas, tais como o Chrysler que Rainier III trouxe especialmente dos Estados Unidos para receber a Princesa Grace no porto ou ainda o Lexus com cockpit de vidro na parte traseira, feito para o casamento de S.A.S. O Príncipe Albert II e S.A.S. A Princesa Charlene, em 2011. Um espaço era igualmente dedicado a uma seleção de carros de corrida, com modelos que se destacaram na Fórmula 1, no Rali de Monte-Carlo ou no Paris-Dakar, entre outros.

Elevadores  - Como o Principado não era plano, era encostado na montanha, existiam elevadores públicos espalhados pela cidade para facilitar os percursos íngremes  Estes transportes públicos eram essenciais para facilitar a caminhada entre os diversos níveis de Mônaco. Quase todos os elevadores eram grátis. Nos centros turísticos encontrava-se um mapa com a localização de todos os ascensores, como os situados entre a Place des Moulins e o litoral, entre terraço do Cassino e Boulevard Louis II, e entre Avenue des Citronniers e Avenue Grande Bretagne.

 

Forte Antoine -  Avenue de la Quarantaine -

Esta Fortaleza construída no início do século XVIII, era hoje um teatro ao ar livre. A arquitetura militar do Forte, foi posta em evidência pelas bordas cobertas com cerca viva de pitósporo, que serviam de proteção para os locais onde não havia parapeito. 

 

Grande Cassino de Monte Carlo - Place du Casino -

Projetado em 1878, por Charles Garnier, o mesmo arquiteto da Ópera de Paris, este famoso cassino proporcionava uma vista belíssima da cidade e possuia um interior ricamente decorado. Pequeno e exclusivo, o Cassino tinha apenas uma área turística com acesso gratuito, mas para ter acesso ao principal salão de jogos, era necessário pagar uma taxa e estar vestido formalmente: terno e gravata para homens e smart casual para mulheres. Mesmo as salas mais exclusivas de jogos podiam ser visitadas mediante pagamento, mas suas mesas eram apenas para os grandes jogadores. Não era permitido fotos no interior, assim como também não era permitida a entrada, de bermudas ou chinelos. No popular: chinelão aqui não entrava!.

Hotel Hermitage -  Square Beaumarchais - 

Foi inaugurado no início em 1900, no coração de Monte-Carlo. Destaque para sua localização, a poucos passos do Cassino, e com uma deslumbrante vista para o mar. 

 

Igreja de São Devoto Rue São Devoto, 1 -

Era uma capela do século XI,  dedicada ao Santo Padroeiro do Principado e da Família Principesca. A cada ano, no dia 26 de janeiro, um barco era queimado à noite, durante a cerimônia de um culto tradicional.

Igreja de São Carlos -   Av. Saint-Charles, 8 -

Era uma igreja de estilo Renascentista, inaugurada em 1883, e que abrigava um Campanário instalado a 30 metros do solo. Dezenove vitrais iluminavam sua nave, cujos lustres dourados provinham da antiga Sala de Armas do Palácio Principesco. 

Jardim dos Animais - Place du Canton - 

Era o Jardim Zoológico, fundado em 1954 pelo  Príncipe Rainier III e abrigava cerca de 250 animais de 50 de várias espécies e procedências. 

Jardim Exótico -  Boulevard du Jardin Exotique, 62 -

Era um extraordinário jardim, inaugurado em 1933, que reunia milhares de espécies de plantas provenientes de diversas localidades. Destaques: uma Gruta pré-histórica, a 60 metros sob a terra, com formações calcárias formadas ao longo de milênios e a belíssima vista das Corniches.

Jardim Japonês -   Avenue Princesse Grace, 5 -

Era um surpreendente espaço verde de 7.000 m² ao pé do mar Mediterrâneo,  concebido pelo arquiteto-paisagista Yasuo Beppu. Era um local em repleta harmonia com a natureza, a água e a vegetação. 

Museu da Capela da Visitação -  Collection Barbara Piasecka Johnson - Place de la Visitation -

Este museu abrigava obras-primas de arte sacra, assinadas por Rubens, Zurbaran, Ribera e outros mestres do barroco italiano.


Museu de Antropologia Pré-historica  Boulevard du Jardin Exotique, 56 bis -

Apresentava a sequencia dos eventos mais marcantes da história da humanidade, além de abrigar uma série rara e inestimável de sepulturas provenientes dos arredores do Principado.

 

Museu de Selos e Moedas de Monaco - Centro Comercial de Fontvieille - 

Abrigava peças raras da história postal do Principado, assim como todos os documentos relativos à impressão de selos, desde o primeiro em 1885 até os dias atuais.

 

Museu do Velho Monaco  -  Rue Emile de Loth, 2 -

Abrigava objetos do patrimônio antigo, como cerâmicas, quadros, móveis, trajes, dos antigos tempos do Principado, além de divulgar a cultura monegasca.
 

Museu Nacional -  Boulevard du Jardin Exotique, 56 -

O Novo Museu Nacional de Mônaco, abrigava exposições temporárias e fixas e tinha a missão de preservar e garantir a continuidade do patrimônio cultural e natural do país.

Museu Napoleão  -  Situado na ala sul do Palais Princier, o Museu de Lembranças de Napoleão, tinha uma coleção de itens pessoais e contava com mais de mil objetos e documentos sobre o Primeiro Império, além de uma árvore genealógica gravada na parede, que traçava os elos entre os Grimaldi e os Bonaparte. 

Museu Naval -  Av. Albert II -   Terrasses de Fontvieille, nivel 2 -

Expunha mais de 250 objetos marinhos e modelos de embarcações famosas, dentre os quais algumas peças provenientes do acervo particular do Príncipe Rainier III. Seus destaques eram grandes navios transatlânticos e embarcações de pesquisas náuticas. 
 

Museu Oceanográfico -  Avenue San Martin -  Parking du Chemin des Pêcheurs -

Fundado em 1910, o Aquário e Museu Oceanográfico de Mônaco, era um dos centros oceanográficos mais conceituados do mundo. O Aquário era um dos melhores da Europa, com 90 tanques, que abrigavam 6 mil espécies marinhas, era uma obra-prima da arquitetura, cuja fachada se projetava do alto de 85 metros sobre o mar. Seus destaques eram:   Le Lagoon (grande tanque de tubarões), exposição de espécies coletadas ao longo de 30 anos de expedições oceanográficas, coleções de História Natural e um bar-restaurante com vista para o mar.


Ópera de Monte-Carlo - Place du Casino -
O prédio foi construído em 1863, por Charles Garnier . A Salle Garnier, era também conhecida como Monaco Opera House. Nem sempre estava aberta à visitação, mas valia tentar uma visita. Destaque para sua fachada, o Atrium, pavimentado em mármore, rodeado por 28 colunas jônicas de ônix e a  Sala da Ópera.

 

Palácio da Justiça - Rue Colonel Bellando de Castro,, 5 -

Foi erguido em 1924, mas inaugurado apenas em 1930. Destaques para sua fachada e o busto do Soberano Honoré II, datado de 1568.
 

Palácio dos Principes - ( Aposentos Reais )
O Palácio dos Príncipes de Mônaco remontava a uma Fortaleza, construída pelos genoveses no século XIII. Localizado em local privilegiado, o Palácio era aberto ao público somente no verão, e em seu interior era possível visitar 15 quartos e a magnífica Sala do Trono. Destacavam-se a escada em mármore de Carrara, inspirada no Château de Fontainebleau, a decoração em tons azul e ouro do Salão Luís XV, as peças esculpidas em madeira do Salão Mazarin, a Galeria de Hércules, a Galeria dos Espelhos, o Coeur d`Honneur,  a cerimônia da Troca da Guarda, a Sala do Trono, os  Afrescos do século XVI, o Museu de Lembranças de Napoleão e a Praça do Palácio.


A Cerimônia da Troca da Guarda -

Acontecia todos os dias, pontualmente às 11.55h, era formada por um pelotão de 98 homens. O ritual se repetia a mais de cem anos, em frente ao Palácio. Havia tíquetes combinados com desconto, para visitar também o Museu Napoleão ou o Museu Oceanográfico.
 
Parque Princesa Antoinette -   Boulevard du Jardin Exotique, 54 -

Este parque natural foi provavelmente o local de reuniões dominicais e festas ao ar livre dos ancestrais locais. Chamava a atenção sua majestosa entrada e o Relógio de Flores. Parque e paisagens de Fontvieille, era um parque de quatro hectares que abrigava um pequeno lago, cercado de palmeiras e oliveiras  e diversas esculturas contemporâneas.

Praça do Cassino -  Era uma pequena e atraente praça, localizado em Monte Carlo, que abrigava algumas das principais atrações da cidade. Era aqui que os ricos circulam com seus carrinhos esportivos...e os menos afortunados correm para dentro do Cassino para tentar faturar uns euros... 

Praia du Larvotto Como o Principado de Mônaco estava situado à beira mar, e não possuia uma praia natural,  foi criada uma artificial, a Plage du Larvotto, formada por estreita faixa de areia que durante os meses de verão costumava ficar lotada pelos moradores e turistas.

 
Roseiral Princesa Grace  -   Era uma área calma e serena, que abrigava mais de 4.000 roseiras.Um bom programa para os apaixonados pelas flores e para um relax das caminhadas...
 

Onde dormir

As regiões ou distritos onde se recomenda a hospedagem no Principado de Mônaco e arredores.

La Condamine 

É um bairro construído como um terraço sobre o porto da cidade. É antigo, e o segundo maior de Mônaco e com uma história de vilas da Idade Média. 

Larvotto

Fica mais ao norte e é bem tranquila, e abriga a praia de Larvotto, a mais procurada entre os turistas de Mônaco. Uma região bem recomendada para hospedagem.

Menton

É uma interessante e agradável cidade francesa distante cerca de 20 km de Mônaco. Tem bons hotéis e com preços muito melhores do que os hotéis de Mônaco e seus distritos. Nas três oportunidades que circulei por aqui, escolhi hospedagem em Menton. Para quem está dirigindo, é nossa recomendação.

Mônaco Ville 

É o bairro de Mônaco mais famoso, e o mais visitado. Aqui estão o Palácio do Príncipe, a Catedral, o Museu Oceanográfico e outras atrações. Com suas  ruas estreitas, a região é muito agradável para passear e curtir  o melhor da cidade. É um dos melhores lugares para hospedagem, embora por aqui os preços não sejam os mais interessantes.

Moneghetti 

É outra região bonita e famosa, por suas casas em tons de bege e pelo enorme Jardim Exótique, um dos melhores pontos turísticos da cidade localizado mais precisamente em Les Révoires. 

Monte Carlo 

É o Distrito mais procurado e o mais luxuoso, conhecido pelas suas ruas onde é realizada a prova de Fórmula 1 e onde fica a Place du Cassino de Monte Carlo. Aqui estão os melhores hotéis e por isso também os mais caros.

 

Hotel Ambassador Mônaco - $$$ - Avenue Prince Pierre, 10 - Monte Carlo -

Os quartos são amplos, confortáveis e limpos. A localização é muito boa, ao lado da estação de trens e a poucos metros do Palácio Real, do Aquário e da Catedral. O café da manha é bom. O estacionamento, é apenas para descarregar a bagagem e a 50 metros tem um estacionamento público muito bom e a preço justo. O hotel dispõe de restaurante, bar/lounge, Wifi grátis, academia de ginástica, piscina, serviço de babá, Concierge e serviço de lavanderia.

Hotel Capitole - $$$ - Boulevard General Leclerc, 19 – Mônaco -

Excelente opção de Hotel, a 15 minutos de caminhada do Cassino, centro de informações turísticas de Mônaco e do ponto do ônibus de turismo. O pessoal do Hotel é super atencioso e prestativo. Dispõe de algumas vagas para estacionamento e a uns 100 metros, há um estacionamento público. Tem um bom café da manhã. O quarto possui um bom espaço e conforto, bem silencioso, uma cama boa, ar condicionado e um banheiro  pequeno, mas novo e limpo, possui uma boa ducha e box. Hotel fica na fronteira, um lado da rua é território francês (onde fica o Hotel) e o outro é Mônaco.

Hotel Princess & Richmond - $$$ - Promenade du Soleil, 617 – Mônaco -  

É muito bem localizado, de frente para o mar, é confortável e moderno. Os quartos são amplos e bem equipados e tem banheira de hidromassagem. Tem um bom café da manhã, bar/lounge, academia de ginástica, quartos para PNE e para não fumantes, Wifi grátis, lavanderia e aceita animais. Tem suítes com varanda dupla, onde se pode pedir o café da manhã, para curtir o visual panorâmico.

 

Hôtel Riva -  $$$ - Promenade du Soleil, 600 – Mênton -

Tem uma excelente localização com vista para a praia, perto do centro onde ficam os melhores bares e restaurantes. Por ser território francês, é um diferencial em serviços e preços bem mais em conta. Dispõe de bufê de café da manhã, bar/lounge, ar condicionado em todas as dependências, piscina no terraço, quartos  para não fumantes, Wi-fi gratuito, traslado de/para o aeroporto, quartos para família, Spa, serviço de Concierge e lavanderia.

 

Hotel Select - $$ - Rue Andre Cane, 1 -  Place du General de Gaulle - Beaulieu-sur-Mer  -

Está localizado bem no centro, próximo à praia e aos pontos de ônibus para Mônaco, Nice e Menton. É administrado por um casal muito atencioso, que não se cansam de paparicar seus hóspedes, o que não é nem um pouco comum em território francês.

 

É um hotel simples e com quartos confortáveis, limpos, com bom ar condicionado, e com janelas com vidro duplo que ajudam a  melhorar o silêncio. O café da manhã tem croissant com manteiga, compotas de frutas e mel, iogurte, suco de laranja, chá ou café, e leite. Na rua tem um mercado que funciona todas as manhãs, onde se pode comprar frutas frescas. O Wi-Fi é  gratuit,o e disponível em todas as áreas do hotel.

Onde comer

Bambi – Rue Princesse Antoinette, 11 -  

Este é outro lugar simples, mas agradável e de excelente comida, tanto que durante os preparativos e a realização do GP de Mônaco, o staff de apoio e os mecânicos das equipes lotam o Bambi. O forte da casa são os pratos made in Italy.

Brasserie de Monaco - Quai Antoine 1er, 1 - 

Esta é famosa porque produz sua própria cerveja. É uma mistura restaurante com cervejaria e balada nos fins da noite. O cardápio não é grande, mas têm saladas, hamburguer, pizzas e fish and chips.  No almoço,  das 12.00 as 16.00h, tem a opção do menu fixo, que inclui um prato e uma bebida. No Happy Hour, que acontece das  18.00 as 20.00h, os drinques têm 50% de desconto.

Carlo Bar - Avenue Prince Pierre, 1 - La Condamine - 

Fica no caminho para o Palácio do Príncipe e em frente a Praça do Mercado, um bar e restaurante que vende comida francesa, num ambiente simples e agradável, todo decorado  com artigos de esporte como camisas de equipes de futebol, fotos, troféus e muito mais. Certamente, por conta desse ambiente descontraído e dos vários televisores, atrai a gente do lugar,  além da boa comida e do atendimento correto. O cardápio é variado e as sugestões incluem uma buona com salmão defumado, uma carne ao molho roquefort, acompanhada de queijo de ovelha e batatas fritas. Uma das especialidade, é um mega hambúrguer com foie gras e fritas. Se quiser experimentar o vinho da casa, servido em jarra, não se constranja: mande servir. Antes de pedir para passar a régua, experimente uma fatia da torta de frutas rouges. Uma delícia!

Restaurant Le BoticelliAvenue J.F.Kennedy, 1 -  

O tradicional hábito europeu de colocar o cardápio na porta de entrada dos restaurantes evita, surpresas desagradáveis. Aqui no Boticelli, é assim: imaginr que pelo fato de estar estacionado à margem da pista da corrida de F! do GP. de Mônaco, os preços devem ser exorbitantes. Nada disso!  Tem um excelente cardápio que inclui os melhores pratos da cozinha italiana, há uma boa sugestão: bife à milanesa  acompanhado de fritas e um bom vinho chianti.

V.I.P. Very Italian Pizza - Rue Emile de Loth, 2 -  

Para quem gosta de comer meio ligeirinho, o VIP serve pizzas em fatias para comer in loco ou para levar. O ambiente é pequeno e na parte externa tem 3 mesinhas com 2 cadeiras cada. Os preços são bons e de acordo com a proposta de bem servir sem meter a mão no bolso do cliente. Confira.

As Periquetes internacionais

Muito mais do que e qualquer outro lugar turístico no mundo, é aqui em Mônaco que as Periquetes internacionais circulam com a maior desenvoltura, na expectativa de ser conquistada por algum milionario ou por um falso rico. Afinal de conta, o luxo e a ostentação de riqueza facilitam esse lavoro, e os iates estão ancorados à espera de novas visitantes à bordo.

MONACO 2.jpg
CASSINO de MONACO.jpg
bottom of page